quinta-feira, 10 de março de 2016

Viajante do Universo!

- Plunct plact Zum, não vai a lugar nenhum!

- Mas é claro que vou, senhor burocrata, pois tenho sonhos! Muitos sonhos! E não é seu carimbo que vai me proibir de viajar por este imenso universo que cultivo em minha mente louca. Tenha certeza disso!

Se o senhor não me deixar passar pela alfândega, não tem problema! Vou até ali, ó, naquela esquina de Veneza e entro num submarino amarelo que lá está ancorado! E se o submarino não tiver combustível suficiente para minha viagem, chamo uma taxi que me leve rumo à lua verde, para a estação lunar.

Quando lá chegar, vou olhar pra você aqui em baixo, batendo carimbos e negando passagem aos sonhadores. Muitos desistirão, mas eu não!

Já fiz muito por vocês, que consomem sonhos como vampiros consomem sangue. Não vou morrer por vocês. Meus sonhos são minha carta de alforria! Sempre foram meu caminho, mesmo tendo pequenos desvios! Mas agora voltei ao rumo, estou no prumo. E não é um carimbinho de um burocrata alfandegário que irá me impedir. Aliás, porque o senhor não vem comigo. Seus sonhos também podem libertá-lo!

- Não fale isso aqui, ou irão algemá-lo e levá-lo. Isto é subversão da ordem natural das coisas!

- Não é não meu querido amigo! A subversão da ordem natural das coisas é deixar de seguir nossos sonhos! Vamos lá! Tire essa gravata, coloque um sorriso no rosto e venha comigo! Estou vendo o brilho em seus olhos também! Parece a Via Láctea! É pra lá que você quer ir?

- Sempre sonhei em visitar a Via Láctea! Tenho curiosidade em saber o que há dentro de um buraco negro! Mas tenho medo de ir sozinho!

- Meu caro, já visitei dois buracos negros e não é nada do que dizem por aí. É muito mais maravilhoso! Se o senhor sonha em visitar a Via Láctea, ela é linda, mas não chega aos pés da galáxia de Andromeda!

- Mas...mas...já disse, tenho medo de ir sozinho!

- Você nunca estará sozinho! Dentro de você sempre existirão sonhos! Vamos! Tire essa gravata, jogue esse carimbo e os formulários no lixo! Há muitas vagas no submarino amarelo! Tenho vagado sozinho por aí há muito tempo!

- Quer saber? Acho que você está certo! Não custa nada tentar!

Então o burocrata sorriu, tirou a gravata, jogou o carimbo pro alto e gritou:

 

- Podem entrar, todos vocês! Aproveitem que estou de saída! E não volto nunca mais!

E virou-se novamente para o sonhador:

- Obrigado por dividir seus sonhos comigo! Se não fosse por você, jamais voltaria a sonhar!

E foram os dois, até aquela esquina logo ali, ó, onde estava o submarino amarelo que os levaria à estação lunar e depois para os lugares mais distantes do universo, onde todos os sonhos podem levar.

Enquanto outro burocrata tomava o lugar o segundo sonhador, uma outra pessoa que estava na fila e acompanhara toda a conversa sorriu!
 
(Pessoal, este texto veio fora do dia que estabeleci para atualizações pois hoje o blog teve 220 acessos! É muito legal ver que as loucuras que escrevo estão atraindo pessoas de diversos lugares. Acho que muitos estão gostando, pois os acessos estão crescendo. Um amigo me pediu pra escrever algo sobre meu trabalho atual e eu disse que o blog é justamente uma fuga desse trabalho. Então o texto de hoje fala um pouco sobre isso e sobre o meu atual estado de espírito. Sobre meus sonhos e sobre o que espero para minha vida nos próximos anos! Tenho certeza que vou conseguir, pois acredito muito mesmo nos meus sonhos! Esse blog é só o começo! Obrigado a todos que acompanham!)

3 comentários:

  1. Muito bom Cabrini!!! Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  2. Mais uma relíquia desta mente que nos infla a sonhar, mas também criticar, e não deixar de buscar efetivamente aquilo que nos faz bem! Parabéns por mais esta materialização em letras do seu espirito libertário!

    ResponderExcluir